O trabalho da Comunidade de Sant’Egídio no Mundo

Sant'Egídio é uma família, onde os pobres são os nossos irmãos mais novos, pais ou avós, dos quais temos de cuidar e ajudar a crescer. Em todas as Comunidade de Sant'Egídio, de Roma até São Salvador, dos Camarões até à Bélgica, da Ucrânia até à Indonésia, vive-se sempre a amizade e a familiaridade com os pobres.

 A amizade com os pobres começou com as crianças, mas depressa se alargou, às pessoas sem abrigo, aos deficientes físicos e mentais, aos emigrantes, aos doentes terminais, às pessoas em cadeias, em institutos e em campos de refugiados. Durante estes anos desenvolveu-se uma sensibilidade para as várias formas de pobreza, a velha e nova ou emergente, como a solidão que os idosos sofrem nos países europeus.




 Através da amizade com os pobres, Sant'Egídio percebeu que a Guerra é a mãe de todas as pobrezas, levando-nos a trabalhar constantemente pelo diálogo ecuménico e inter-religioso. Desde o 1987, a Comunidade de Sant'Egídio tem-se empenhado no diálogo inter-religioso para continuar a viver e a promover o Espírito de Assis, através dos Encontros anuais de Oração pela Paz, onde os representantes de todas as grandes religiões mundiais se unem em prol da Paz, da Unidade e da Protecção aos mais frágeis da sociedade.



A Comunidade desenvolve ainda outras iniciativas de cooperação e desenvolvimento em muitos países de África, América Latina e Ásia, como no Sul do Sudão, no Burundi, na Costa do Marfim, na República Centro-Africana, na Argélia, no Darfur, na Colômbia, na Albânia, no Kosovo, entre outros. O papel de mediação da Comunidade foi decisivo no tratado de Paz em Moçambique (1992) e na Guatemala (1996). Actualmente, a Comunidade procura de soluções para a Paz na Síria e de integração dos refugiados.

POWr Social Feed

POWr Map